Pesquise

2.10.08

Quanto

Quanta coisa mudou depois que você se foi.
Quanta coisa ficou igual e não mudará.
Quanto tempo perdi enquanto você não vem.
Mas o tempo não volta, nem você também.

Quanto eu mudei depois que você se foi.
Mas no fim das contas mudam os fatores,
E o resultado é sempre igual.
Fui e sou o que serei, e você também,
Mas para mim o tempo passa, não mais para você.

Quanto fiquei parecido com você, depois que o tempo passou.
Será que seria assim se você estivesse aqui?
Pergunto por perguntar. Sei, você não vem para responder,
Não vem pro café, nem pro jantar também.

Quantos sorrisos sorri, quantas lágrimas chorei.
Quantos mates tomei, quantas brisas senti.
Quantas idas parti, quantas vindas cheguei.
Quantos anos já se passaram depois que você disse adeus?

Quanta coisa mudou, quanta coisa ficou.
Quanto fiquei tanta coisa, quando você se foi.
Quanto ao que faço agora: um abraço e até outra vez!

(“deu pra ti, baixo astral, vou pra porto alegre, tchau!” )

Abraço para você tio Jaime!
____
Por Marco Vicente Dotto Köhler

4 comentários:

Flavia Melissa disse...

Ô coisa!
Escreveu só prá me fazer chorar, foi?
Ai, ai...
Quanto tempo isso demora até passar?

Fernanda S. disse...

Nossa.... que lindo!!!!
Sem palavras...
Só o tempo mesmo...

JKishin disse...

Eu sei que você é você e apesar das dúvidas, eu sou eu e vice-versa.
Olha o versinho que encontrei:

I went to the woods because I wished to live deliberately, to front only the essential facts of life, and see if I could not learn what it had to teach, and not, when I came to die, discover that I had not lived.

Henry David Thoreau

Flavia Melissa disse...

Hein, hein?
Quanto tempo prá passar?