Pesquise

9.10.07

Queda livre

Chego à beira do abismo.
Penso na queda livre.
Ansiedade e saudade:
Alianças sem valor.

Sentimentos passageiros
Mostram o que não sei.
Sorrindo na queda livre,
Sem medo nem amor.

Tudo envolve todos nessa teia,
E apenas nos deixa mais confusos.
Nadamos contra a corrente,
Desafiando os covardes sem coragem de sonhar.

Sorrindo na queda livre,
Nem vivo nem morto, apenas caindo.
Sorrindo na queda livre,
Nem vivo nem morto, apenas sorrindo.

E o que nos resta é pensar no que passou.
Ou abrir o pára-quedas.
E quando menos se espera
O tempo acaba e a queda chega ao fim.

E não resta mais nada para fazer,
Tivemos nossa chance.

E não resta mais nada a fazer,
Nossa chance passou,
Como se já não soubéssemos
Que era nossa única chance.

Vamos deixar o que passou,
Esperar o que virá,
Vivendo o dia de hoje.

É só o que temos.
E não sabemos
Se realmente é nosso.

_____
por Marco Vicente Dotto Köhler

2 comentários:

mau disse...

é teu isso?!

pá, que troço massa!!! Que música dá isso!!!!

Animal!!!

Parabéns!

Flavia Melissa disse...

olha, tá certo que to na minha tpm minha de cada mês, mas olha... isso aqui me fez chorar.
horrores.

tomara que seja a tpm e nothing else.