Pesquise

11.5.07

Até o fim

Na busca de um elo perdido
Sinto seus olhos a me vigiar.

Profundas lembranças
Me rasgam ao meio,
Como raios cortam o céu
Quebrando o silêncio e
Iluminando a escuridão.

Cavalgando em cavalos mortos,
Procuro seus campos arrasados,
Esquecidos por todos, largados ao acaso.

Em longas batalhas,
Dei meu sangue pelo seu amor,
Restando ainda lembranças
Do seu lindo sorriso.

Em meu coração ferido por sua lança
E cortado por sua espada,
O que existe são restos de esperança.

Não ganhei tudo o que gostaria,
Mas lutei até o fim,
Sem perder tudo o que arrisquei.

Cansado lutar e pronto para a próxima,
Volto para casa honrado
Pelas batalhas que travei por ti.

_____
Por Marco Vicente Dotto Köhler

Um comentário:

Fê Savino disse...

Que lindoooo... um verdadeiro poeta..
Melhor voltar honrado pelas batalhas travadas com amor que fracassado pelas não-tentativas da vida...
Bjocas e bom fds!!!