Pesquise

13.4.07

é. seria. ou nada.

Tenho vontade de chorar.
Suspenso e mergulhado nesse denso (m)ar de palavras.
Escolho-as. Escolhem-me.
Teus lábios. Melancolia. Ou nada.

Onde está o que perdi?
Nunca tive.
Imã sem lógica. Teu rosto. Teu ser.
Não posso. Me afasto.
Ilha de mim. Aah! Não me ouço.

Teus olhos. Meu olhar, sem fim... em você.
Não aceito. Nego.
Quero. Não quero. Não, quero. Não posso.

Passo adiante. Atraso.
Vale mais a pena a pena das palavras:
Sem peso. Sem riscos. Sem culpa. Sem pena. Sem dor.
Fim em si. Natimorta realidade.

Vida às cogitações. Impossíveis.
Impassível, eu. Não.
Você: centro, gravitação.
Sorri. Estremeço. É forte.
Quero. Não posso. Nego.
Não quero querer. Desejo.
Não entendo.

Chuva. Sol. Noite. Céu. Nós.
Só eu. Eu, só. Ilha de mim.
Você não sabe.
Sinto. Sentimos, no olhar. Sabemos, sim.
Negamos. Desejos.
Ainda não é chegada a hora.
Adeus!

Epílogo.
É muito tempo.
Tempo, não temos.
Hoje, já passou.
Amanhã, não sabemos.

Palavras. Só palavras. Só.
Só, não. Somos. Seríamos.
Agora, adeus.
E até logo mais.

Um comentário:

Vih disse...

?

me sinto tão inútil qdo tenho q comentar sobre coisas assim... nunca sei o que falar!! ^^

acho que é porque não sei fazer..



bjoo!